13 de março de 2012

Resenha “A sombra do súcubo”, Editora Essência

Hello darlings!!!Aproveita porque só Jerome sabe quando Georgina vai dar o ar de sua graça em uma terça de resenha aqui no blog! rsrsrsrs…
Pra deleite de geral - e também para nossa agonia, pois não há previsão para o sexto e último livro dessa coleção M-A-R-A – trago hoje para vocês a resenha de um livro fresquinho, enviado pela querida parceira Essência. Com vocês Seth, Jerome, Carter, Hugh, Peter, Cody, a galera da Emerald City… E a amadíssima Georgina Kincaid em…
A sombra do súcubo
Livro: A sombra do súcubo
Autora: Richelle Mead
Páginas: 237
Editora: Essência
ISBN: 978-857665-778-1

Sinopse:
“Todos nós temos alguma coisa do nosso passado da qual não nos orgulhamos, atire a primeira pedra quem pode dizer que possui uma história de vida impecável. Mas quando se é um súcubo, os arrependimentos tomam dimensões de centenas de anos.
Georgina Kincaid é um súcubo que enlouquece os homens e que não se orgulha de seu passado. Ela sempre tentou não fazer (tanto) mal ao mundo, para o desgosto de seus chefes infernais.
Com o casamento de Seth e Maddie – seu grande amor e sua melhor amiga – e a chegada suspeita de um novo súcubo na cidade, Georgina é obrigada por forças estranhas a enfrentar seus erros do passado e os sonhos escondidos que alimenta.
Será que ela pode sobreviver à própria vida?”


 ATENÇÃO ESSA RESENHA PODE CONTER SPOILER

Definitivamente as leis de Murphy se aplicam muito bem para Georgina Kincaid. Como se já não bastasse todos os problemas que o inferno e seus imortais trazem para ela, o súcubo agora está às voltas com os preparativos do casamento de Maddie e Seth.
Oh dó!
A “fofíssima” Maddie consegue acabar com todo o resquício de alegria da vida de nossa querida Georgie convidando-a participar dos preparativos de seu casamento e, pasmem, para ser madrinha. Quase morri!!!
No último livro, Roman reaparece pra dar uma força no sumiço de Jerome e acaba ficando como colega de apartamento de Georgina. No início, ela não sabe muito bem quais as intenções do nephilim folgado, mas ao longo do livro as coisas vão ficando bem claras para ela (e para nós!) e então o lindo mestiço de anjo e humano vai se revelando um cara preocupado, determinado, paciente e apaixonado. Dividindo o apê com Georgina, ele observa muito mais do que seu amor por Seth, ele participa do processo depressivo que ela se encontra em virtude do casamento do escritor com Maddie.
Essa deprê de George acaba sendo um prato feito para entidades do mundo imortal, que acabam levando nosso súcubo para um lugar desconhecido e perigoso para os imortais.
Sofrendo muito na mão dos seres que a capturaram e a mantem em outra dimensão, Georgina assiste como expectadora à sua própria vida; passada, presente e futura. Seus maravilhosos sonhos se tornam motivo da tristeza mais profunda, seu presente passa diante de seus olhos sem que ela nada possa fazer pra salvar-se e seu passado é mostrado da forma mais cruel, através de mentiras e enganos.
O “se” passa a ser uma verdade absoluta em sua condição de prisioneira de sua própria alma.
Enquanto isso, um novo súcubo, Simone, perturba a paz em Seattle. De onde está, Georgina assiste a garota brincando de utilizar sua identidade para corromper ainda mais seu amado Seth.
Mas seria só isso?
Roman está cada vez mais obcecado por achar Georgina e por esse motivo, acaba se aproximando de seu pai, Jerome. E junto a Carter (que tem falas mais longas nesse volume!) vão atrás do único que poderia ajudá-los a achar George: Erick.
Mortais e imortais estarão trabalhando na busca de Georgina em “A sombra do súcubo”. Ao contrário dos outros livros da série, Georgie estará no papel de mocinha, não tendo feito nada de extraordinário para se envolver em toda essa confusão.
Esse livro é o mais triste de todos. É impressionante como Richelle consegue nos fazer sentir tudo que Georgina sente: amor, paixão, desejo, tristeza profunda... Ela estará mergulhada em uma dimensão de sofrimento o qual acredito que somente na ficção possa ser explicada. E isso faz a cabeça da gente martelar por dias, tentando achar uma solução para retirá-la de lá.
A gente praticamente se alista pra ajudar, procura Jerome e se “oferece” como mortal, para encontrar Georgie!
E o final, não poderia ser mais idílico...
Quotes interessantes:
“Parece machista, mas acho que o sexo frágil deve ser adorado (…)”pág. 59 “Isso me fazia me sentir culpada, mas, no fim das contas, culpa marca aalma, e é para isso que o inferno me contratou.”pág.64
“Deus pode trabalhar de formas misteriosas. Mas o inferno é maiseficiente.”pág. 206
Agora é a hora de começar a roer as unhas e esperar o sexto e último volume dessa série que é meu xodó. Tão amada, tão querida... Aiaiaiai...
Mais informações sobre a série? Clique em Editora Essência e Blog Essência
E se você leu essa resenha e se interessou pela série reveja mais sobre ela aqui no blog clicando em:
O último livro lançado no Brasil é o da resenha supracitada!
E quem quiser dar uma olhadinha nas possíveis carinhas dos personagens da série, dá uma clicadinha aqui e reveja a fanart que achamos navegando pela rede! 
Succubus Kisses!
Fê Madeira

2 comentários:

  1. Muito legal vocês terem resenhado essa série.
    Fiquei muito curiosa para ler. Mas vou confessar que não li essa resenha pois vocês avisaram sobre os spoilers.

    ResponderExcluir
  2. Não vou ler agora, pelo spoilers! Estou esperando sair o último para mim começar a ler... Já tenho todos que lançaram!

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados