2 de maio de 2013

Resenha: 'Violetas de Março' da @Novo_Conceito





As Violetas de Março





Autora: Sarah Jio
Ano: 2013
Páginas: 302
Editora: Novo Conceito
Tradutor: Ronaldo Luis da Silva








Sinopse:

Emily Taylor é uma mulher jovem e escritora de sucesso, mas não gosta muito de seu próprio livro. Também tem um casamento que parece ideal, no entanto ele acabará em divórcio.Sentindo que sua vida perdeu o propósito, Emily decide fazer as malas e passar um tempo em Bainbridge — a ilha onde morou quando menina — para tentar se reorganizar.
Enquanto busca esquecer o ex-marido e, ao mesmo tempo, arrumar material para um novo — e mais verdadeiro — livro, um antigo colega de escola e o namorado proibido da adolescência tornam-se seus companheiros frequentes. Entretanto, o melhor parceiro de Emily será um diário da década de 1940, encontrado no fundo de uma gaveta.
Com o diário em mãos, Emily sentirá o estranhamento e a comoção causados pela leitura de uma biografia misteriosa que envolve antigos habitantes da ilha e que tem muito a ver com sua própria história.
Assim como as violetas que desabrocham fora de estação para mostrar que tudo é possível, a vida de Emily Taylor poderá tomar um rumo improvável e cheio de possibilidades.



Perde-se o marido, perde-se a vontade de escrever, perde-se o chão. Mas não pode perder a vontade de se encontrar. 

Pensando nisso Emily resolve voltar às suas origens, visitando sua tia Bee na bela ilha de Bainbridge. Lá ela reencontra um namoradinho da adolescência, um novo vizinho sexy e misterioso do qual sua tia não gosta de falar e um diário.

O diário é o centro da história. 
É ele que faz com que Emily descubra que sua família guarda um grande segredo e junte seus pedaços.

Ele traz a história de Esther, uma mulher atingida pelas agruras do destino, que não pôde viver ao lado de seu único grande amor.

Estaria Emily seguindo os passos de Esther?
E qual a ligação entre as duas? 
 Como aquele diário foi parar na mesinha de cabeceira de seu quarto?

O livro é uma história linda.
Nada de muitos tons, nada de pegadas quentes no elevador, nada de carros do último modelo. Aqui o foco é na pessoa humana: seus erros, acertos, tentativas, fracassos e sucessos. 

É da beleza do ser antes do ter. É a história de como até mesmo entre o seco solo entre as pedras, as violetas dão um jeito de desabrochar e sorrir para a vida.

Leia sem medo de ser feliz.

Beijos, Vânia Nunes

Gostou? Compre aqui:
      


Curiosidade:


Vânia Nunes é amiga da Math e  uma parceira linda do Envenenadas! Ela possui um blog cheio de resenhas calientes e deliciosas chamado A Borboleta que Lê
Clique e conheça...

11 comentários:

  1. Que bonito! :)
    Esse livro deve fazer a gente pensar na vida né? hehe
    Legal conhecer um pouquinho dele.

    ResponderExcluir
  2. Vânia, amei sua descrição do livro ''nada disso, nada daquilo''. Não estava muito convencida nessa leitura por achar que a sinopse nos passa um livro muuuuito triste mas, gostei muito de sua resenha por mostrar que é uma linda história e que podemos levar para toda a vida.

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bom?
    Passando para deixar um comentário rsrs
    Sem comentários ...
    Amei a resenha !
    Beijos*-*
    Território das garotas
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Own que lindo,amei a história.Quase chorei aqui,porque eu realmente acho que às vezes a única coisa a se fazer é centrarmos em nós mesmos e descobrir quem somos.Fiquei curiosa pra descobrir mais sobre a história e sobre esse diário :D

    ResponderExcluir
  5. Uma amiga me recomendou esse livro esses dias, disse que estava amando a leitura dele e eu estava esperando alguma resenha dele sair para poder ver se realmente era como ela falou. Estou encantada, esse livro não tinha me chamado atenção em seu lançamento, achei a capa dele meio sem graça, mas depois de duas ótimas opiniões é impossível não querer ler. Parece ser uma história linda e com certeza ela deixa uma mensagem!

    Abraços,
    Raquel.

    ResponderExcluir
  6. Muito legal esse livro, doida pra ler o meu. A história é bem bonita não? Deve ser um delícia de ler *-*

    ResponderExcluir
  7. Esse livro parece ser uma chuva fresca em uma tarde de verão. Eu acho que vou curtir mto. Gosto de livros assim com uma boa história de vida, que fala do ser humano na sua essência.

    Espero consegui-lo em breve!

    Miquilis: Bruna Costenaro

    ResponderExcluir
  8. Estou apaixonada por este livro, tudo que leio são elogios. E o que você disse sobre o foco estar na humanidade dos personagens, não em sexualidade, luxo, etc, faz com que eu fique ainda mais animada. Acho que neste tipo de história há a possibilidade de um aprofundamento maior em relação à essência humana. Eu gosto disto, gosto de histórias sobre pessoas que se perdem e se encontram, que amadurecem, que descobrem seu passado e criam um futuro.
    Ou seja, estou louca para ler As Violetas de Março!
    bjs

    ResponderExcluir
  9. gostei bastante da sinopse e fiquei simplesmente encantada pela capa e quero muito ler e me encantar, pois ja sei que esse livro vai me fisgar completamente

    ResponderExcluir
  10. Esse livro parece mesmo muito lindo. Pela capa, ele não teria me chamado a atenção, mas ao ler duas resenhas já desse livro, eu fiquei encantada com a possível história que ele traz. Sinto que esse livro é uma boa leitura, acredito que até sirva de aprendizado, não sei. Pelo o que escrevem e dizem a cerca dele, é o que acaba me parecendo!

    ResponderExcluir
  11. Acho que esse é um dos livros do spam coletivo da NC. Eu não me senti atraída pela sinopse e sua resenha confirmou mais ou menos o que esperava do livro. Não vai pra minha lista de desejados.

    Érica Martins
    Espiral dos Sonhos

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados