23 de julho de 2013

Resenha: 'Como eu era antes de você' da @Intrinseca


Como eu era antes de você
Autora:
Jojo Moyes

Editora: 
Intrínseca 
Páginas:
 320
ISBN: 8580573297
Publicação: 2013



Sinopse
Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.

Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento.

O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro. Como eu era antes de você é uma história de amor e uma história de família, mas acima de tudo é uma história sobre a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

  


Acho que todo mundo já ouviu falar na expressão “dedo podre”; pois é, tem gente que tem “dedo podre” para namorado (a), outros para escolher passeios, outros para amigos e eu tenho “dedo podre” para livros! Por isso, há muito tempo eu não escolho livros por conta própria, só leio os indicados e, por confiar nos amigos que fazem esse trabalho (rs), na maioria das vezes não me preocupo de ler a sinopse do livro...

Foi exatamente isso que aconteceu dessa vez. Eu, desorientada, comecei o livro sem aviso prévio de que se tratava de algo trágico, pela capa jurei que era um romance desses que no final tudo dá certo, e, sem querer, fui atropelada por essa história que é, sem dúvida, triste, incômoda e que pode ser um verdadeiro chute no traseiro.

Muito bem escrito, o livro narra o encontro de duas pessoas que não se parecem de forma alguma, mas que são obrigados a se descobrir e redescobrir. 
É tão envolvente que li numa tacada só! 
Não deu para parar e como resultado, ganhei uma segunda-feira sonolenta.

Louisa é, na verdade, uma caricatura de muitos... passa a vida em estado de espera... 
Apesar de espalhafatosa, espera simplesmente que as coisas aconteçam e ela se adapta e se acomoda, sempre com certo bom humor e minimizando os impactos.

Will, por outro lado, decidiu aproveitar todas as oportunidades para ter uma vida ainda melhor e olha que era o que chamamos de nascido em berço de ouro. 
A vida era muito boa até que o impensável aconteceu.

Além deles, os demais personagens são perfeitamente construídos e a dinâmica entre eles dita o ritmo da história, o que é efetivamente o que acontece fora dos livros...

Lou e Will começam sua convivência em um péssimo lugar... o trabalho de Lou é garantir que Will não atente contra a própria vida. Muito embora isso não lhe seja dito na entrevista de emprego, é um fato que ela descobre logo.

Aos poucos, a convivência obrigatória se transforma em relacionamento e a cada página é possível se identificar com um ou outro personagem.

Will transforma a vida de Lou, apresenta um mundo de possibilidades! Mostra que ela é muito mais do que acredita ser e que é única, capaz e merece ser feliz, não se contentando com menos do que pode lutar para conseguir.

Lou dá a Will o que ele jamais imaginou que poderia ter naquela etapa da vida... alegria, aventura, amizade e um amor verdadeiro. 
O amor, no sentido mais amplo da palavra, que surge quando um começa a modificar a vida do outro, faz qualquer um ter esperança de que, de uma forma ou de outra, tudo vai dar certo, mas o livro é mais realista que isso.

Eu, pessoalmente, tenho minhas próprias convicções, mas de certa forma, consegui compreender a dor de alguém como Will que mesmo tendo vivido grande parte de sua vida sem se acomodar e buscando sempre mais encontra o limite onde nem o que tem, nem o que conquista depois de certa etapa, são suficientes para continuar vivendo...

Suficiente... é sem dúvida uma palavra para se pensar.

O livro precisa ser lido, não tenho a pretensão de esmiuçá-lo... é uma lição de amor, amizade e de transformação, mesmo quando nem você acredita que seja possível.  

Aqui no blog já resenhamos outro livro da autora que eu também recomendo muito... o 'A última carta de Amor'... Lindo também!

Beijos e boa leitura!

2 comentários:

  1. É um livro perfeito mesmo, o que mais me encantou é que sem apelação, sem drama demais ou um romance água com açucar a história me cativou, me ganhou completamente! Estou apaixonada por Will e Lou mesmo eles sendo assim, tão gente como a gente, cheio de falhas!

    Garota das Letras - http://garotadasletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Este é um dos que está na fila para a leitura, mas quero muito ler.
    A resenha ficou ótima e aumentou minha curiosidade.
    Assim que tiver um tempinho vou me dedicara a ele.
    Tenho muita curiosidade também pela A ultima Carta de Amor, que também não tive a oportunidade de ler.

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados