31 de janeiro de 2012

Resenha: ‘Aqui é o Melhor Lugar’ da @Editorarocco

Bom dia envenenados,
Hoje trago para vocês mais uma resenha curiosa e inusitada!!
O livro é…

aquieomelhorlugar
Aqui é o Melhor Lugar
Autora: Cecelia Ahern
Subtítulo: Para onde vai o que perdemos?

Tradução:Rosana Watson

Páginas: 384

Editora: Rocco

ISBN: 9788532524171







Sinopse:
Ela tinha apenas 21 anos quando escreveu o seu primeiro livro, P.S. Eu te amo.
Aos 24, o romance sobre a nova-iorquina que reestrutura sua vida a partir das cartas deixadas pelo marido, derrotado por um câncer, ganhou as livrarias e, posteriormente, as telas de cinema, com Hillary Swank no papel principal, conquistando uma legião de fãs em todo o mundo.
Aos 27, a irlandesa Cecelia Ahern já ostenta um currículo de veterana com seis obras de sucesso na bagagem, mais de 10 milhões de exemplares vendidos em 46 países, além de uma bem-sucedida passagem pela TV como roteirista. Considerado o maior fenômeno jovem da literatura atual, Cecelia Ahern monopoliza as listas dos mais vendidos britânicas e a atenção dos jovens fascinados pelo universo de conto de fadas moderno criado por ela. Dela, a Rocco traz agora, para o Brasil, Aqui é o melhor lugar.
No livro, a protagonista é a jovem Sandy Shortt. Desde os dez anos de idade, a garota é obcecada em encontrar coisas e pessoas perdidas. O início dessa louca procura começa com o desaparecimento, sem pistas ou rastros, da pequena Jenny-May Butler, vizinha e companheira de classe, de mesma idade. Não que sentisse afeto pela menina, pelo contrário, mas não cabia em sua pequena cabeça como algo poderia, simplesmente, desaparecer – a colega deveria estar em algum lugar.
Desde então, ela desenvolve uma obsessão por achar coisas ou objetos desaparecidos, de diários a meias. Sandy não consegue descansar enquanto não descobre pelo menos uma pista que seja daquilo que sumira. Insiste que nada perdido pode ser reposto, mas achado.
Já adulta, ela decide transformar a obsessão em dom, abrindo uma agência para procurar pessoas desaparecidas. Até que um dia, em uma dessas procuras, ela mesma desaparece, caindo em um “mundo mágico” onde encontra praticamente tudo e todos considerados perdidos ou desaparecidos. Presa num mundo mágico e ideal, agora tudo o que Sandy deseja encontrar é o caminho de volta para casa. Inicia-se aí a busca da jovem para retornar ao lar.
Aqui é o melhor lugar é uma história encantadora e envolvente de uma jovem com dificuldades para lidar com perdas e com os desencontros da vida adulta que se inicia. Um conto de fadas contemporâneo, no qual perder-se e reencontrar-se são atalhos para a descoberta do amor.




“Para onde vão as coisas que perdemos?”
Sandy Shortt desde pequena queria descobrir. “Aqui é o melhor lugar” é um conto de fadas repaginado. Pense numa mistura de Alice no País das Maravilhas com O mágico de Oz...
Quando comecei a ler o livro achei tudo muito louco, mas muito intrigante. Isso é o que Cecelia Ahern fez, dessa forma ela “acorrentou” o leitor ao livro.
A cada capítulo lido você vai acumulando uma pulga atrás da orelha, e quando você percebe você já tem uma família de pulgas! Sério! Conforme eu ia lendo ia traçando destinos possíveis para os personagens. É um livro surpreendente e cheio de suspense. Não um suspense de dar medo. Mas um daqueles de fazer você querer saber o que vai acontecer depois.
Tudo começa quando Jenny-May Butler, dez anos de idade, colega de escola e vizinha de Sandy, some sem deixar vestígio. Por achar que o sumiço da menina é por sua culpa, já que eram rivais na escola, Sandy começa a apresentar uma “mania” de procurar por tudo.
Além da busca incansável por Jenny-May, toda vez que perde uma meia ou qualquer outra coisa, a menina fica obcecada em busca do objeto perdido, deixando seus pais em parafuso. Estes, por sua vez, levam a filha para começar uma terapia com o Dr. Gregory Burton e Sandy, no ato, se apaixona por seus lindos olhos... E é aí que tudo começa.
O tempo passa e nossa protagonista entra para a polícia Irlandesa, exatamente para o setor que lida com casos de desaparecidos. E, quando não se sente mais útil lá, Sandy Shortt abre sua própria agência para procurar pessoas desaparecidas. É aí que conhece Jack Rutle, que há um ano procura por seu irmão Donal.
Eles decidem se encontrar para conversar melhor e marcam encontro numa cidade próxima à de Jack. Só que no dia do encontro, Sandy também desaparece, dando início então a uma história fantástica, louca emocionante e cheia de mistério.
Acho que vocês vão adorar o livro MESMO. O ponto chave da trama está com Jack, por ser o único que realmente acredita que Sandy desaparecera, já que a moça costumava dar um chá de sumiço para refrescar os pensamentos.
O livro é bem interessante porque é escrito em 1ª pessoa (Sandy) e em 3ª pessoa, quando o narrador se refere a Jack. Também porque, conforme Jack vai descobrindo pistas em relação ao paradeiro de Sandy, ela também vai “lembrando”, complementando com fatos que justificam o que Jack descobre sobre ela. Isso dá uma noção mais profunda da psique da personagem e o que parecia uma mania, ou apenas curiosidade, surge como uma patologia obsessiva compulsiva. Muito intrigante.
Cecelia Ahern amarrou bem a trama. Acho que ela foi muito feliz em colocar outros focos em histórias, que apesar de paralelas e relacionadas com a protagonista, dão um teor mais dramático à leitura. É o caso das famílias dos desaparecidos que Sandy ajuda a procurar... Há o relato da dor, da ausência, tudo muito latente. Causa um sentimento de solidariedade, sabem?
Espero que vocês leiam. O livro é interessantíssimo, divertido, romântico e cheio de conflitos psicológicos. Ponto para Cecilia Ahern e para a Editora Rocco que inseriu no Brasil essa leitura fantástica! Não me decepcionei!
Beijooo,
Indie
 
*Reparem no final, a analogia com “O mágico de Oz”. Vocês vão entender!
(Bem que eu captei a mensagem no começo da leitura! he he he he)

14 comentários:

  1. NUNCA TINHA OUVIDO FALAR NESSE LIVRO, NÃO GOSTO MUITO DE ALICE NO PAIS DAS MARAVILHAS E NEM DE O MAGICO DE OZ ~~AS VEZES ME ACHO ESTRANHA POR CAUSA DISSO~~ ENTAO NÃO SEI SE GOSTARIA TANTO DE LER ESSE LIVRO, MAS PARECE BOM
    OBRIGADO POR TRAZER MAIS UMA OTIMA RESENHA PRA GENTE
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  2. AWWWWnn que liindo *-*
    Amo livros intrigantes! Eles sempre me prendem!! hahaha
    O ruim é que por mais que eu junte pistas, eu nunca consigo solucionar o mistério!
    kkkkkkkkkkkk
    Acho que eu gostaria do livro sim, pois AMO fantasia *-*
    É o meu tipo de livro preferido!
    ADOREI a resenha! Me deixou com o gostinho do livro na boca, rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Caraaaaaa! Quero muito ler esse livro *-*
    Mais um pra minha lista.
    Adorei a resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ai adorei a resenha!! Esse livro é muito minha cara! Além do que a capa me ganhou! Que capa fofa!

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha, ainda não consegui ler nenhum livro da Cecelia, mas sei q tds sao mto elogiados, bjnhs Pri

    PRI E OS LIVROS

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. eu sabia q existia um lugar pra onde iam todas as coisas q perdemos.... tinha certeza disso... rss...
    agora preciso muito desse livro... adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  8. Bom aparentemente esse livro é um prato cheio para uma psicologa como eu rs, já que a personagem principal sublima completamente sua mania de busca rsrsrs

    Quero ler!!


    Miquilis:
    Bruna Costenaro

    ResponderExcluir
  9. Nunca tinha visto =/
    parece ser legal, gostei da resenha
    bjokas

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Não faz muito o meu gênero de livro,mas parece ser muito bom :)

    ResponderExcluir
  12. Nunca tinha visto esse livro, mas me interessei demais pela história, que parece ser diferente de tudo o que eu já li. Agora fiquei muito curiosa para saber onde a Sandy foi parar e para onde vão as coisas que perdemos!
    Parece ser uma história intrigante mesmo, no começo da sua resenha eu achei que o livro teria uma história mais real, mas depois percebi que também tem muita fantasia. Essa mistura de realidade e fantasia deve ser muito interessante.
    Ainda não li nenhum livro da Cecelia Ahern, mas sempre tive vontade de fazer isso. Não sabia que essa escritora era tão jovem, ela deve ser mesmo muito boa, para ter feito tantos sucessos em tão pouco tempo!

    ResponderExcluir
  13. Amei a resenha! Ainda não tinha visto nada sobre o livro mas gostei bastante!

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados