21 de novembro de 2012

Resenha: 'A Travessia' da @EditoraArqueiro


Bom dia queridos, hoje trago para vocês a resenha do livro que mais me emocionou este ano...

Boa leitura!


Título Nacional: A Travessia
Ano de Lançamento: 2012
Número de Páginas: 240
Editora: Arqueiro

Sinopse

Um derrame cerebral deixa Anthony Spencer, um multimilionário egocêntrico, em coma. 
Quando “acorda”, ele se vê em um mundo surreal habitado por um estranho, que descobre ser Jesus, e por uma idosa que é o Espírito Santo.
 À sua frente se descortina uma paisagem que lhe revela toda a mágoa e a tristeza de sua vida terrena. Jamais poderia ter imaginado tamanho horror. Debatendo-se contra um sofrimento emocional insuportável, ele importa por uma segunda chance. Sua prece é ouvida e ele é enviado de volta à Terra, onde viverá uma experiência de profunda comunhão com uma série de pessoas e terá a oportunidade de reexaminar a própria vida. 
Nessa jornada, precisará “enxergar” através dos olhos dos outros e conhecer suas visões de mundo, suas esperanças, seus medos e seus desafios. 
Na busca de redenção, Tony deverá usar um poder que lhe foi concedido: o de curar uma pessoa. Será que ele terá coragem de fazer a escolha certa?




Na quinta-feira da semana passada recebo no aconchego do meu lar um presente maravilhoso da Editora Arqueiro. A prova do livro A Travessia do autor mais que querido, William P. Young.

Sim! Você já ouviu falar deste nome... William é o autor do famoso livro A Cabana que encantou e conquistou milhares de pessoas no Brasil e no mundo!

Ao pegar o livro em mãos senti uma onda de nostalgia e felicidade. Estes mesmos sentimentos me invadiram quando terminei de ler A Cabana e naquele momento pressenti que A Travessia seria tão lindo e significativo quanto!

Não é fácil encontrarmos livros que mudam nossa visão de mundo e que tocam nossa alma. A maioria só está aí para servir de entretenimento e nos contagiar com alegria e nos divertir nesses dias caóticos que estamos vivendo, mas A Travessia é um livro profundo e leve ao mesmo tempo. É magnífico e denso... Não sei se dá para você entender, mas ele te faz refletir e te diverte na mesma proporção em que faz crescer a sua fé!

Isso mesmo, fé... sem ela é impossível ler o livro e compreender todo o ‘toque’ sobrenatural que Young nos apresenta e descreve tão magistralmente.

Como o autor mesmo fala:

''Se A cabana tocou seus corações, A travessia não irá decepcioná-los. Embora este livro não seja uma continuação daquele, ele segue o mesmo estilo e gênero'' - Wm. Paul Young

Em A Travessia conhecemos um personagem marcado por vários  contratempos vividos na sua infância e adolescência. O milionário Anthony Spencer ‘se acha’ e sua autossuficiência só serviu para fazê-lo se distanciar  das pessoas que o cercavam e dos ensinamentos sobre Deus, Jesus e o Espírito Santo que sua mãe dedicadamente ensinava a ele e seu irmão.
 Isso mesmo, Anthony está sozinho, apesar de ter sido casado duas vezes com a mesma mulher, de ter uma filha e um irmão que não vê há anos.
Ele tem tanto dinheiro que não sabe como gastá-lo, mas sua soberba e dureza de coração o impede de até mesmo ser bom com ele mesmo.

Em certo dia, percebe que talvez esteja sendo seguido e decide fazer uma lista de pessoas em que confia cegamente. A lista não é nada grande e as únicas pessoas que nela ficam é sua mãe, que já está morta, e Jesus que é alguém em quem ele não sabe bem se acredita ou não.

Ao se deparar com a realidade de que no fundo ele não tem nada de que vale a pena viver, Anthony se embebeda além da conta e acaba tendo um derrame. Junto com o derrame várias outras complicações surgem e ele fica em coma. 

E é aí que a história começa...

Anthony é transportado para um lugar totalmente desconhecido por ele. Um lugar nada agradável e tão opressor que o assusta! 

Sentindo-se desesperado e sozinho, Anthony se encolhe, chora e nesta hora percebe que está sendo abraçado. Ele se agarra a estes braços mesmo sem saber a quem pertencem e ao tentar descobrir recebe a resposta mais linda do mundo: “Eu sou aquele que sua mãe disse que nunca ia deixar de te abraçar! Eu sou Jesus!”

Espantado e sem muita fé, Anthony começa então uma jornada junto a Jesus explorando aquele lugar terrível, mas com potencial de mudanças. Não vou te contar onde eles estão, mas é maravilhoso o modo como o autor nos transporta para dentro deste lugar junto com os personagens e nos faz crer que a esperança está lá o tempo todo!

Os diálogos entre Anthony e Jesus são deliciosos de acompanhar e quando o Espírito Santo se apresenta como uma velha senhora amorosa e cheia de graça a história toma caminhos mais profundos e sobrenaturais.

Mas em seu contato com Jesus e o Espírito Santo, Anthony ainda não acredita em si mesmo e é surpreendido quando eles dizem que deverá fazer uma jornada sem igual.

– Na jornada que está prestes a começar, você poderá escolher curar fisicamente uma pessoa, mas só uma. Assim que escolhê-la, a sua jornada chegará ao fim.– Posso curar uma pessoa? Está me dizendo que sou capaz de curar quem eu quiser? – Na mesma hora, seus pensamentos se voltaram para o seu próprio corpo em um quarto de UTI.– Deixe-me ver se entendi. Posso curar qualquer pessoa que quiser?Jesus se inclinou na direção dele.   – Na verdade, você não pode curar ninguém, não sozinho. Mas estarei do seu lado, e a pessoa por quem você decidir orar, eu a curarei através de você.
 Anthony então é transportado pelo Espírito Santo e se vê envolvido com uma família especial que está passando por um problema sério.
Ele acaba envolvido diretamente com duas pessoas que o ensinam o verdadeiro valor da vida, do amor, da fé, do carinho, do respeito e de tantos outros sentimentos que estavam bem enterrados na alma dele.
Com esta nova chance, Anthony de depara com um desafio atrás do outro e sua consciência começa a mudar. Seu espírito vai se renovando e o abraço de Jesus o acalanta diante da dor e da verdade que se abate sobre ele de forma dura... e triste.
"-Ah, aí está o verdadeiro milagre. [...] - Deus é capaz de transformar toda a dor, todo o desamparo, toda a mágoa e todas as coisas ruins em algo que jamais poderiam ter sido, ícones e monumentos de graça e amor. É profundamente misterioso como as feridas e cicatrizes podem se tornar preciosidades, ou como uma cruz implacável e aterrorizante pode se tornar o maior símbolo de um amor inabalável." Pág. 134
Ao lermos cada página do livro, acompanhamos a transformação de Anthony e uma das partes mais densas e emocionantes é quando ele tem que lutar contra ele mesmo e matar seus desejos amargos e egoístas para se tornar o homem que Deus e sua mãe tanto queriam que ele fosse desde que nasceu.
A história tem momentos lindos, hilários, tocantes e tristes. William dosa cada parte nos fazendo refletir sobre nossa própria vida e escolhas.
Se você está se perguntando se Deus Pai não aparece, já que eu mencionei somente Jesus e o Espírito Santo, vou te responder: Sim! É claro que ele está lá... mas a relação entre Ele e Anthony é algo que só você lendo para entender...
O final é marcante e surpreendente... e é claro que eu chorei muito quando terminei de ler.
   ''Como A cabana, espero que A travessia toque o que existe de mais profundo em você, que o incentive a ter conversas sinceras sobre a vida, Deus e o amor. E que consiga curar parte do que este mundo e as circunstâncias possam ter danificado no precioso milagre que é a sua alma. Vamos torcer juntos para que sim.'' Wm. Paul Young

'A Cabana' acabou sendo o livro que eu mais dei de presente para as pessoas e acho que o mesmo vai acontecer com A Travessia, porque quando você se encanta tanto com um livro e sente que ele veio do coração de Deus para o seu... você quer que as pessoas que você ama também tenham esta experiencia! Simples assim...

Com o Natal chegando... isso fica perfeito!

Obrigada Editora Arqueiro por me enviarem a prova do livro! ;-)

Assista ao vídeo que o próprio autor fez para apresentar esta linda história a nós leitores brasileiros!
Clique aqui!

Beijos,

5 comentários:

  1. Quero muito ler esse livro!
    Já li a cabana e adorei!
    Ótima dica!
    Beijos
    Rízia - Livroterapias
    Livroterapias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Excelente! Adorei A Cabana e agora vou ler A Travessia.
    Parabéns para o blog e para a Editora Arqueiro.

    ResponderExcluir
  3. A Travessia,espero que me surpreenda principalmente por se tratar de um livro que leva o leitor a fazer reflexões sobre a vida, e em seguida provavelmente dará início a uma jornada para encontrar algo.

    ResponderExcluir
  4. Eu gostei muito do livro "A Cabana", principalmente por se tratar um livro de fé e não de religião. Confesso que estava com receio de ler "A Travessia" com medo que talvez ele não tivesse os "mesmo elementos" que faziam do primeiro um dos meus livros favoritos.
    Porém, após ler sua resenha sem sombra de dúvida irei lê-lo! =D

    ResponderExcluir
  5. Young tem o dom de nos prender, deter nossa atenção e sentidos, e depois de "A Cabana" não iria esperar nada de diferente. Estou curiosíssima quanto ao livro. Está na meta de leitura para 2013. OMG... Minha lista está enorme. Falta ano pra tantos livros...rs

    ResponderExcluir

Destile seu veneno, comente!

Ou receba as atualizações no seu email:

Delivered by FeedBurner

Posts Recentes

Últimos Comentários

As envenenadas pela maçã Ѽ by TwilightGirls RJ Ѽ - Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados